Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Gambozina do amor

Blogadinha, em 13.02.09

    

      Onde amor e ódio não concorrem ao jogo, 

             o jogo da mulher torna-se medíocre.

 
                                                                 Friedrich Nietzsche   

 

 
Após a terceira derrota consecutiva, baralha-se em copas e abre novo jogo:
– Ok, já sabemos do meu destino... Vamos lá desvendar o teu.
 
Da evidência não me furto e assim a ironia:
– Mostra o que vales, e que seja melhor que o teu presente.
 
Qual croupier doméstico, revela a minha sorte em cada carta lançada:
– Vais terminar uma relação... por caminhos, um novo encontro... um bom homem.
 
"Cravo e Ferradura", pondero entre risos a patente da nova empresária.
– De que te ris? É um homem iluminado, digo-te. E vais mesmo casar!

 
Contra factos não há argumentos e nestes a minha rendição voluntária.
Que venha do mundo uma nova tendência para casamentos fosforescentes!
Há pessoas que têm mesmo mau perder...
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas:


Comentários

De estrelaquebrilha a 20.02.2009 às 17:52

Bj e bom fim-de-semana.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Impressão digital


cada qual no seu quadrado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.